R$ 10.136.000,00
Premiação Distribuída
399716
Fornecedores Incluídos
249261
Consumidores Cadastrados
85414
Bilhetes Premiados
48409132
Bilhetes Gerados

24/09/2014 | Sefa sorteia mais de 3 mil ganhadores do programa Nota Fiscal Cidadã

 

 

 

Fonte: O LIBERAL - PODER

A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) realizou ontem o oitavo sorteio do programa Nota Fiscal Cidadã. Os três principais premiados são moradores da Região Metropolitana de Belém (RME), sendo um deles de Benevides e os outros dois da capital paraense. Os participantes do programa NFC devem consultar, informando o próprio CPF e senha, o site da Secretaria de Estado da Fazenda (www.sefa.pa.gov. br) para saber se foram contemplados e os tipos de prêmios concedidos. Este mês, o programa completa dois anos de execução, e atingiu mais de 120 mil consumidores cadastrados. Ao todo, foram 3.745 ganhadores, contemplando 4.009 bilhetes, totalizando RS 301,9 mil em prêmios.


De acordo com a coordenadora do programa NFC, RuthiIene Garcia, a entrega simbólica dos prêmios será no dia 2 de outubro, na sede da Sefa, na avenida Visconde de Souza Franco. "Após a cerimônia da entrega simbólica, será gerado o arquivo de crédito e enviado ao Banpará, que é responsável por fazer o depósito na conta informada pelo consumidor no ato do cadastro", explica. Os vencedores dos três principais prêmios foram, respectivamente, Elane de Nazaré da Costa, Caline Saraiva de Sá e Luiz Norberto Ferreira. "Tivemos ganhadores de vários municípios, entre eles Santa Isabel, Tücuruí, Barcarena, Jacundá, Marabá, Santarém, Bragança, Belterra, São Sebastião da Boa Vista e muitos outros", revela.


Os próximos desafios do programa, segundo aponta a coordenadora, é ampliar o número de consumidores cadastrados e de municípios envolvidos. "Hoje, a população economicamente ativa no Estado do Pará é de cinco milhões. A nossa meta é envolver, pelo menos, 10% desta população, que seria 500 mil consumidores cadastrados. Essa meta busca a mudança cultural, que somente ocorrerá com a participação da sociedade", destaca. Ruthilene destaca que


o programa deve ser encarado como um estímulo à cidadania fiscal, e em todos os demais aspectos que envolvam a cidadania. "O prêmio serve para motivar o consumidor a exigir a sua nota fiscal no ato de uma compra. Outro estímulo é o Certificado Promotor da Cidadania Fiscal, reconhece o envolvimento das instituições públicas e privadas por parte do governo", completa.